Icone Facebook
Icone Search
Perguntas Frequentes
Home / Entenda a Dermatite Atópica / Perguntas Frequentes
Perguntas Frequentes
Veja abaixo as dúvidas mais frequentes que podem aparecer sobre a dermatite atópica. Clique em cada opção para saber mais:

Dermatite atópica é uma doença imunológica crônica que gera ressecamento da pele, coceira intensa e até lesões.3,5,10

Os sintomas mais comuns são pele seca e coceira intensa, podendo ocorrer lesões dolorosas na pele. Algumas pessoas também relatam vermelhidão e inflamação. Em casos graves, esse desconforto pode causar insônia, depressão e até isolamento social.2,10

Não. A dermatite atópica é uma doença genética, por isso não pode ser transmitida pelo contato entre pessoas.1

Dermatologista, imunologista e, no caso de crianças, o pediatra também é indicado.

A dermatite atópica geralmente está associada a alergias respiratórias, como rinite ou asma. Pessoas com alergia a pólen, mofo, ácaros ou animais também são mais suscetíveis a ter dermatite atópica.10,11

A causa exata da dermatite atópica é desconhecida, mas os médicos acreditam que um desequilíbrio do sistema imunológico esteja entre as causas mais prováveis.11,12

Sim, existe tratamento. Procure um médico (dermatologista ou imunologista) para conhecer o tratamento mais indicado para você. E lembre-se: hidratação é fundamental e evite banhos quentes.13

A dermatite atópica é uma doença crônica, ou seja, não tem cura. Porém, é possível conviver com ela fazendo o tratamento correto.2,14

A dermatite atópica atinge até 20% das crianças e de 2% a 9% dos adultos, ou seja, é uma doença que pode acometer qualquer faixa etária.15

Até 20% das crianças e de 2% a 9% dos adultos têm dermatite atópica.16

Não há nenhum exame específico para diagnosticar definitivamente a dermatite atópica. O diagnóstico é clínico e feito apenas pelo médico, através do exame da pele durante uma consulta de rotina em que seja considerado o seu histórico médico e familiar.15

Essa questão ainda não foi esclarecida pela medicina. Fale com seu médico, para entender melhor o seu caso.

A dermatite atópica, principalmente em sua forma grave, pode afetar a saúde emocional dos pacientes. 93% deles relatam sentir vergonha ou insegurança, 57% relatam impacto da doença na vida afetiva, 55% têm alteração do sono em cinco ou mais vezes por semana e 51% apresentam sinais de ansiedade e depressão. Isolamento, vergonha e preconceito também podem surgir e o paciente pode se sentir incompreendido por amigos e familiares.2

Nossa campanha quer trazer uma fonte de dados confiáveis sobre a doença para conscientizar pacientes e familiares de que, apesar das dificuldades, é possível viver melhor com dermatite atópica se houver maior compreensão sobre a doença.

Compartilhe o nosso site e a nossa página no Facebook com seus amigos e ajude a conscientizá-los sobre a dermatite atópica.

Acesse os próximos tópicos e confira!

Acesse os próximos tópicos e confira!

Todas as imagens foram posadas por modelos.